Tal qual o ar que respiramos, sei que Deus existe, ainda que não possa vê-lo... Sim, Jacque, eu ainda te amo! Por favor, me perdoa...

sábado, 18 de agosto de 2007

Salmos 10; 14-16


Tu o viste, porque atentas para o trabalho e enfado, para os tomares sobre suas mãos; a ti o pobre se encomenda; tu és o auxílio do órfão.

Quebranta o braço do ímpio e malvado; busca a sua impiedade até nada mais achar dela.

O Senhor é Rei eterno; da sua terra serão desarraigados os gentios.

Nenhum comentário: