Tal qual o ar que respiramos, sei que Deus existe, ainda que não possa vê-lo... Sim, Jacque, eu ainda te amo! Por favor, me perdoa...

domingo, 14 de outubro de 2007

DEDONAGUELA (Apocalipse 3)


15 Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente: oxalá foras frio ou quente!


16 Assim porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.


17 Como dezes: Rico sou, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável e pobre, e cego, e nu...

Nenhum comentário: