Tal qual o ar que respiramos, sei que Deus existe, ainda que não possa vê-lo... Sim, Jacque, eu ainda te amo! Por favor, me perdoa...

sábado, 15 de novembro de 2008

15/11 Proc. República; 19/11 Dia da Bandeira

Outro dia vi uns caras se perguntando por quê os monumentos do centro são pixados. Um deles concluiu que é por que o povo não conhece sua história. Será se não a conhecemos ou se é por que com ela não nos identificamos. É claro que nós a conhecemos:
Um branco, rico estuprou uma índia. Nasceu uma menina e o pai, lógico, não assumiu a criança. Paralelamente outro cara estuprou uma negra e nasceu um menino, que ele também não assumiu. As duas crianças cresceram, se conheceram e tiveram milhões de filhos e todos, com excessão dos estupradores viveram infelizes para sempre. Os felizardos ergueram estátuas à sua homenagem e querem que nós as adoremos. Criaram ruas, monumentos e praças em homenagem a ladrões assassinos e estupradores e taí o resultado:

Nenhum comentário: