Tal qual o ar que respiramos, sei que Deus existe, ainda que não possa vê-lo... Sim, Jacque, eu ainda te amo! Por favor, me perdoa...

domingo, 12 de junho de 2011

Proscopídeo

     Ele anda devagarinho, usando a técnica do camaleão. Finge que vai dar um passo à frente, balança pra trás e só aí dá o passo definitivo. Os camaeões o fazem para confundir a presa, o proscopídeos para confundir os predadores. Muitos os chamam de bicho-pau, porém bichos-paus verdadeiros são insetos da ordem Phasmatodea. O inseto da foto é um "mané-magro" ou "maria-seca", pertence à ordem Orthoptera (onde estão agrupados gafanhotos, grilos e esperanças), subordem Caelifera (onde se separam os gafanhotos dos outros ortópteros), ou seja, apesar de possuir o mesmo tipo de disfarce e de se locomover de forma parecida, este bichinho é, tecnicamente, um gafanhoto; ele pula muito bem como qualquer outro. Um gafanhoto magrinho e desprovido de asas. Eles são endêmicos da América do Sul, ou seja, em nenhum outro lugar do mundo você poderá encontrá-los. Muito comuns na região nordeste, são também encontrados aqui em São Paulo, porém, creio que muitos por aqui não verão nenhum em toda a sua vida. Estes são, pela sua simpatia, por ser tão dócil e por sua carinha engraçada, talvez o inseto que eu mais gosto.
     Veja mais no What's That Bug aqui e aqui.

ps.: Se você curte este assunto, não deixe de visitar o meu projeto: Insetologia - Identificação de Insetos.

Nenhum comentário: