Tal qual o ar que respiramos, sei que Deus existe, ainda que não possa vê-lo... Sim, Jacque, eu ainda te amo! Por favor, me perdoa...

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Ampulex compressa: O Oitavo Passageiro!

   
 Uma criatura que sai do ovo e penetra seu hospedeiro vivo, onde se desenvolve e cresce até eclodir, deixando para trás o cadáver de sua vítima e sai à procura de mais alguém, para ser parasitado por sua prole. E não adianta tentar matar o parasita, isto pode ser muito perigoso; ele tem sangue ácido!

     Esta coisinha linda da foto abaixo é a vespa jóia; Ampulex compressa, para os mais íntimos. Ela é verde metálica, possui os fêmures trazeiros e centrais vermelhos e um par de anteninhas em forma de gancho. E o mais interessante: ela é parasita da barata de esgoto!
     A vespa jóia tem o poder de transformar baratas em zumbis, dando uma ferroada na cabeça dela, ela injeta uma substância psicótica e a barata perde a capacidade de fuga. Em seguida, a vespa bota um ovo na barata, que ao nascer entra dentro do corpo da barata viva. Depois disso, a vespa corta as anteninhas da barata, suga um delicioso líquido nutritivo, conduz a barata até o seu ninho (como um homem conduz o cavalo pelas rédeas), onde o bebê vespinha se desenvolverá dentro da pobre barata até se tornar uma adulta e deixar o corpo do hospedeiro. A vespa jóia não é nativa do Brasil, ela é originária do Velho Mundo, quando foi introduzida aqui eu não sei, mas encontrei esta referência dizendo que foi introduzida intencionalmente no Havaí.

Temos aqui um excelente vídeo desta maravilhosa criatura em ação:

     Tá, Cesar, e o que isso tem a ver com esse blog aqui!?
     É o seguinte: Eu vivo em uma das maiores cidades do mundo. E quem me conhece sabe que quase tudo o que vejo diante dos meus olhos por aqui me perturba. Tanto concreto, tantos automóveis, tanta gente que vive em função de seus celulares, seus automóveis, seus computadores. Tanta gente tão perto fisicamente uma da outra e ao mesmo tempo tão distante. Tanta gente com milhares de relacionamentos virtuais, e tão poucos relacionamentos reais. Crianças que de pequenininhas sonham em possuir um celular, crescem um pouco e querem um carro, mais um pouco e querem tudo, absolutamente tudo. na impossibilidade de possuírem tudo, estão condenadas a serem infelizes para o resto de suas breves vidas. E praticamente me perguntam como é possível alguém sorrir não possuindo um aparelho de telefone celular, a razão de suas existências.
     É muito simples: se passa um carro do importado na minha frente, todos olham e dizem uaaaaauuu!!! Eu olho e digo, mano que bosta! Mas no meio desta maldita selva de pedras, esses pequenos tesouros, estas pequenas jóias ainda vêm sempre me visitar. E um sorriso nasce no meu rosto de forma natural. A vida continua, segue o seu rumo, e ela é linda. Se você não consegue ver a beleza desta criaturinha, mas acha a coisa mais maravilhosa o novo modelo de celular, de carro, de computador, eu lamento muito por você, lamento mesmo. Quem me conhece de perto sabe o quanto estas pequenas coisas são importantes pra mim. E eu as tenho junto de mim. Esta foto eu tirei semana passada. Ela agora pertence ao What's That Bug?, um excelente site sobre as pequenas adoráveis criaturas, que vale a pena conhecer, eu aprendi muito com Daniel Marlos & cia. Esta minha imagem pode ser vista aqui, e uma mais antigas aqui.
     Graças a Deus, não sei por quanto tempo, mas a minha rua ainda é de terra, e o mato está em volta da minha casa. De agora em diante, de vez em quando, eu vou postar fotos dos pequeninos que cruzam o meu caminho. Se você gostou, fica espeto, por que eu vou postar várias fotos com data retroativa, mais ou menos com a data de quando eu tirei as fotos. Basta olhar no marcador "Bichos", na coluna do lado direito do blog. Se não gostou, paciência cara, vê o que você pode fazer. Só te peço uma coisa: "Só não xinga a mãe, que é mancada!"
     Ah! e o lance do sangue ácido (claro), é mentira.

ps.: Se você curte este assunto, não deixe de visitar o meu projeto: Insetologia - Identificação de Insetos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá Cesar, sem querer, hj vi seu blog.

Meu nome é Jefferson e Moro em Itanhaém.

Tenho aqui em casa, uma colônia dessa jóinha, só hj (domingo 16/09/2012) já vi dois desses em ação no meu quintal... (não, não sou porco) mas barata tem de monte aqui no litoral.. kkkkk

Parabêns, bela matéria....

Cesar Crash disse...

Que da hora, mano anônimo!
Quem gostar do assunto, peço que conheça meu projeto: http://insetologia.blogspot.com.br

Eduardo Gonçalves Paterson Fox disse...

Olá!

Vi seu post, bem legal! Uso o mesmo exemplo do Alien nas minhas palestras!

Ao camarada acima e a qq um, nao hesite em me contactar sobre como criar a vespa. Ela é excelente para fins educacionais!

Abraço e parabéns!

Cesar Crash disse...

Valeuzão Eduardo!